Um dos nossos estudos que não me canso de refazer é a leitura e prática do livro “Stick Fighting” de Hatsumi Sensei e Quintin Chambers. Existem vários de Shidoshis e Shihans que trabalharam sobre esse conteúdo. É um conteúdo básico de Budo Taijutsu, mas bastante importante. Na verdade, não existe nada além do básico em Budo Taijutsu. É importante ponto que descobri no Japão. O estudo do básico pode ser feito de várias formas. Desde a repetição constante e restrita, ou seja, a repetição exata do que está escrito ou do que é ensinado (o que é extremamente importante no início), até o momento de partir cada parte da técnica ou forma e inclui-la em um contexto importante (o que, definitivamente, é crucial para entender a técnica).

Este ponto me lembra um comentário que o Duncan Shihan fez em uma das aulas que tive por lá em seu dojo no Japão. Como todos sabem, Hatsumi Sensei e os Shihans chamam um estudante para mostrar uma técnica à todos e observam. Em seguida, identificam um Kaname (要, ponto crucial) e trabalham em cima deste ponto crucial nas próximas técnicas. Ele comentou que é importante este tipo de observação e, caso o praticante não consiga perceber, é importante rever os príncipios das técnicas básicas (o entendimento de seu nome, também faz parte disso).

Autor efetuando o Rolamento para o Lado (Sokuho Kaiten) com bastão curto (Hanbo). Fig. 1.
O autor efetuando o Rolamento para o Lado (Sokuho Kaiten) com bastão curto (Hanbo). Fig. 1.
Autor efetuando o Rolamento para o Lado (Sokuho Kaiten) com bastão curto (Hanbo). Fig. 2.
O autor efetuando o Rolamento para o Lado (Sokuho Kaiten) com bastão curto (Hanbo). Fig. 2.
Autor efetuando o Rolamento para o Lado (Sokuho Kaiten) com bastão curto (Hanbo). Fig. 3.
O autor efetuando o Rolamento para o Lado (Sokuho Kaiten) com bastão curto (Hanbo). Fig. 3.

Comumente, quando se demonstra uma técnica e o praticante está muito preocupado em como sair dela ao invés de entendê-la, ou seja, seu foco está todo voltado em como sair ou como ela pode “não funcionar” é sinal de que o Kaname não foi identificado. É claro que excluem-se daqui,as técnicas que, de fato, não funcionam. Sem dúvida, é vital se questionar se a técnica faz sentido e se ela “funciona” e mais ainda como lidar com ela se for o caso de recebê-la. O problema é que não dá para responder essa questão sem entender o ponto crucial.

Durante o estudo de Ganseki Otoshi Makikomi, na p. 39 do livro, encontramos nos comentários a seguinte frase:

“Never let yourself be committed to the success of any one technique.”

Sempre comento sobre esta frase com os alunos em treino, pois se estamos restritos aos padrões principais, com certeza, nossa arte marcial não funciona em nossas mãos. Vai além. Ela não funciona nem como estilo de vida, dentro desse contexto. Esse método é totalmente contrário ao Ninjutsu (忍術, Arte da Perseverança ou Resistência) que é um dos princípios do Budo Taijutsu, pois o que fez a fama dos Ninjas é exatamente a inovação. Ninjutsu não é arte marcial no contexto do senso comum, nem nunca foi em termos históricos. Conversando com os alunos do Bujinkan ZeroPoint Dojo no Japão tive um dos mais interessantes insights que me intrigavam já há algum tempo.  Eles comentaram que, na verdade, você treina a técnica usando os vários Kanames (要, pontos cruciais) e, então, começam os Henkas (mudanças). Então, a mudança vem muito depois da técnica ser treinada de várias e várias formas usando os princípios cruciais (que já alteram e muito o padrão/forma principal). Em termos simples, se você alterou distância, tempo e direção ainda não houve mudança alguma na técnica, trata-se da forma principal em estudo.

Já se deu conta que é possível lutar somente usando Kamae no Kata (構え, posturas)?

Eu acredito que é extremamente importante trabalhar neste conceito não somente em relação a arte marcial, mas em toda a sua vida. Como posso aplicar em minha vida? Trabalho, família, relacionamento etc? Lendo o Shoninki (正忍記) um dos mais importantes textos sobre Ninjutsu histórico novas idéias sobre este assunto surgem. O Maka Hannya Haramita Shingyo (Sutra da Perfeição da Sabedoria ou Sutra do Coração), considerando também seus comentários, também pode ajudar.

武風一貫
(Bufu Ikkan)

Advertisements