PENSE POR SI MESMO
– Por Soke Masaaki Hatsumi

Na antiguidade, uma pessoa que se esforçava para aprender Budo faria Keiko individual (N. T.: prática individual). Depois de aprender com seu professor, treinaria para dominar essas lições. Tinha que ter determinação para estudar as técnicas sozinho. Indo para as montanhas, iria repetir a prática sozinho na natureza, lutando com os animais e árvores.

Hoje em dia, muitas pessoas esquecem de “ir para as montanhas”. Essas pessoas tendem a desejar o caminho mais fácil. Se estão tendo problemas que são complicados, imediatamente pedem alguém mais antigo para resolvê-lo. Além disso, o mais antigo dá conselhos facilmente. A maioria das pessoas respondem algo legal porque acham que seria bom para ajudar durante a situação, mas na verdade, muitas vezes acabam prejudicando o crescimento individual.

É um pouco diferente do Keiko no Budo, mas alguns problemas somente podem ser entendidos pela pessoa que está passando pelo mesmo. Um conselheiro dá sugestões para tentar resolver o problema através da aplicação de suas próprias experiências, enquanto aquele que escuta, que não tem essas mesmas experiências, ouve a orientação como se estivesse aprendendo de algum ser divino. Por vezes, existe um grave risco em perder um ponto importante da lição. Portanto, você deve, por vezes, oferecer o conselho “pondere sobre o seu dilema por si mesmo”. Você pode considerar frieza. Entretanto, ser frio demonstra a necessidade de resolver o problema (encontrar calor). Talvez alguns dias depois, a pessoa retornará dizendo: “eu não consigo descobrir uma solução…” e irá contar o problema de uma forma totalmente diferente em relação a primeira vez que contou. Agora você será capaz de discernir, também oferecerá conselhos mais apropriados por ter revisado o problema.

No Budo, informamos aos alunos sobre a resposta adequada após o “tormento” de fazê-los pensar por si mesmos. Algumas coisas devem ser aprendidas através do sofrimento ou serão esquecidas pelo resto da vida. Todos nós temos que aprender a resolver os nossos próprios problemas. Além disso, no Budo fazemos grande esforço para dominar as melhores técnicas. Foi através de esforço e trabalho dos nossos antepassados, os que se tornaram os fundadores de nossas tradições, que essas técnicas foram inventadas.

Hatsumi Soke

Título Original: Think by Yourself
Publicação: Bujinkan Tasmania Blog (Duncan Stewart Shihan)
Fonte: http://tazziedevil.wordpress.com/2012/06/13/think-by-yourself

Thank you for share with us Duncan Shihan!
Traduzido por: Pedro Henrique

* Este trabalho de tradução visa auxiliar praticantes que entendem a língua portuguesa. Também visa ajudar na difusão dos princípios fundamentais do Budō Taijutsu ensinado pelo Soke e os entendimentos dos instrutores em todo mundo. Como regra geral, tento sempre que possível aproximar ao máximo do original escrito, superando assim, as barreiras da tradução. Antes de efetuar o trabalho, os autores são consultados para obtermos a devida autorização. Por ser um trabalho humano, pode conter falhas de tradução. Dessa forma, se encontrar alguma, por favor, nos encaminhe pelos comentários. As opiniões expressas pelos autores são de sua inteira responsabilidade.

* The goal of translation of this post is to assist martial artists who understand Brazilian Portuguese. It also aims to assist in disseminating the basic principles taught by Soke of Budō Taijutsu with support of Bujinkan instructors worldwide. As a general rule, I try whenever possible to approximate to original writing, thus overcoming the barriers of translation. Before performing the work, authors are consulted to obtain their permission. Naturally,  it can contain mistakes. Therefore, if you find any, please comment to us below. The opinions expressed by the authors are their own responsibility.

* El objetivo de la traducción de este post es para ayudar a los artistas marciales que entienden el portugués de Brasil. También tiene como objetivo ayudar en la difusión de los principios básicos impartidos por Soke del Budo Taijutsu con el apoyo de los instructores de la Bujinkan en todo el mundo. Como regla general, intento siempre que sea posible a la aproximación a la escritura original, superando así las barreras de la traducción. Antes de realizar el trabajo, los autores son consultados para obtener su permiso. Naturalmente, puede contener errores. Por lo tanto, si usted encuentra alguna, por favor, comente con nosotros abajo. Las opiniones expresadas por los autores son de su exclusiva responsabilidad.

Advertisements