四天王 Yurō Shiten'nō at Taikai Paris 2015. Goko Goshin (Hatsumi Sensei painting).
四天王 Yurō Shitennō no Taikai Paris 2015. Goko Goshin (pintura de Hatsumi Sensei).

Essa é a minha primeira vez no Paris Taikai. Ainda que tenha treinado em Paris no Seminário de Bikken do Arnaud em janeiro, também com o Peter King em Portugal antes, dessa vez foi bem diferente. Foi minha primeira oportunidade de aprender com os Yurō Shitennō juntos e ter um pouco de seu entendimento do Budō Taijutsu. Você sabe, sentir um pouco daquele clima do passado, vivo. Já de alguns anos atrás, estou viajando em busca de correção (para mim mesmo) e também de um olhar mais “profundo” da arte, fazendo inúmeros amigos pelo mundo.

Claro, sei que o melhor lugar para a aprender é na fonte, Japão. No entanto, também tenho curiosidade em saber mais sobre as laxarlações de Hatsumi Sensei e suas histórias ao redor do mundo. Coisas assim. Acredito que possa ajudar no meu caminho. Também gosto de ler e assistir aos DVDs e vídeos etc. Então, se tenho a oportunidade de encontrar os autores/produtores ou, ao menos, entende-los melhor, penso que isso pode ajudar a sentir melhor suas visões ou formas de pensar. Sempre que posso, além de ler o livro de um autor, procuro saber sobre o mesmo. Este também é um dos motivos pelo qual penso ser tão importante as outras partes do mundo para o Budō Taijutsu. Tem sido maravilhoso descobrir todas essas coisas! Sou muito grato a Deus, ao Universo e a todos por ter essa oportunidade. Como sabe, cada um tem sua própria visão sobre a arte e o Sōke.

E foi o que encontrei lá. Criatividade surpreendente! Muitas perspectivas da arte. Percepções únicas COMBINADAS! Pessoas tecnicamente excelentes e corações abertos a compartilhar. Todas essas coisas juntas em respeito mútuo em um mesmo ambiente. O evento começou com alguns contra-ataques em Kumi Uchi pelos Shitennō. Penso que é impossível descrever por texto de forma que alguém possa realmente entender. Estamos falando de experiências humanas únicas! A aula inicial é guiada pelos quatro e podes perceber claramente a conexão entre as técnicas, por mais criativos que sejam, como um fluxo.

Welcome Class

Pedro Fleitas Dai Shihan começou a aula. Como nunca havia o encontrado, foi fantástico para mim de primeira! Ele fez uma espécie de Musha Dōri enfatizando o timing e quebra de equilíbrio. Então, melhorou o que demonstrou com uma espécie de Kōshi Kudaki fornecendo várias outras possibilidades dentro daquele mesmo espaço. Dando outros insights sobre a mesma ideia, Peter King também enfatizou algumas formas de “encaixar“ ou “capturar“ e formas de “pivotear” na intenção de quebrar a estrutura do oponente. Peter e Pedro são muito experientes em biomecânica e fisiologia. Dessa forma, trouxeram inúmeras dicas interessantes durante o treinamento.

Welcome Class

Depois disso, Sven continuou o tema trazendo uma espécie de Kōshi Kudaki leve que fez com que o oponente facilmente caísse. Naquele momento, a ideia parecia ser relaxar e “desistir” de controlar. Sua ação “Moguri“, aparentemente ajudou no processo. Então, Arnaud deu continuidade enfatizando o controle dos cotovelos (para quebrar a estrutura/equilíbrio) e a movimentação continua (sem parar o footwork) com muitos exemplos super legais!! Quebrando a estrutura e o equilíbrio do Uke.

Welcome Class

Novamente, era a vez de Pedro que nos mostrou diversas formas enfatizando a movimentação de quadris (em Portugal, “ancas“), vacuidade*/vazio e Kuzushi (considerando outra leitura, Kuzushi: “vazio do peixe em crescimento“, algo desse tipo, perdoe-me se não entendi corretamente). Ele também capturou a atenção do oponente muitas vezes enfatizando o uso do tato e outros sentidos com o timing correto e, claro, a “pesca“. Ainda mais, Sven deu nos mais insights sobre o uso apropriado da vacuidade*/vazio liderando o oponente e surpreendendo durante seus contra-ataques.

Welcome Class

Depois da aula, os grupos foram separados para terem aulas com cada instrutor em específico. Essa aulas são mais especializadas. Então, começou uma surpreendente aventura para mim e, acredito eu, para muitos ali! Minha próxima classe foi com Peter King Dai Shihan e descreverei mais em outro post.

Taikai Paris 2015: Beginning of the event

Gostaria de agradecer ao Arnaud e todos os professores, buyu e todo pessoal envolvido neste evento. Por todos os ensinamentos, suporte e ajuda em tudo. Para mim é, sem dúvida, uma experiência inesquecível (Ichi Go Ichi E, 一期一会). Também gostaria de agradecer especialmente ao Arnaud Dai Shihan novamente pela sua atenção conosco sempre compartilhando, respondendo nossas questões e dúvidas, possibilitando mais insights e nos corrigindo na medida do possível em nosso entendimento sobre a arte e sua história.

*: Considere “Vacuidade” como interdependência entre todas as coisas neste texto.

一期一会
Ichi Go Ichi E

Pedro Henrique
2015

Advertisements